Autor Tópico: [Livro] Pack Autores Portugueses – 77 Livros (2018)  (Lida 1300 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

HulkDC

  • Reformado
  • *
  • Agradecimentos
  • -Dados: 1
  • -Recebidos: 33
  • Mensagens: 885
  • Sexo: Feminino
Re: [Livro] Pack Autores Portugueses – 77 Livros (2018)
« Responder #45 em: 22 de Julho de 2019, 18:49 »
:D

kareca053

  • Reformado Juvenil
  • *
  • Agradecimentos
  • -Dados: 0
  • -Recebidos: 0
  • Mensagens: 10
  • Sexo: Masculino
Re: [Livro] Pack Autores Portugueses – 77 Livros (2018)
« Responder #46 em: 01 de Setembro de 2019, 20:55 »
 :obrigado:

R.P.

  • Reformado Iniciado
  • *
  • Agradecimentos
  • -Dados: 0
  • -Recebidos: 1
  • Mensagens: 8
  • Sexo: Masculino
Re: [Livro] Pack Autores Portugueses – 77 Livros (2018)
« Responder #47 em: 31 de Março de 2020, 17:44 »
 :,ju top muito obrigado

R.P.

  • Reformado Iniciado
  • *
  • Agradecimentos
  • -Dados: 0
  • -Recebidos: 1
  • Mensagens: 8
  • Sexo: Masculino
Re: [Livro] Pack Autores Portugueses – 77 Livros (2018)
« Responder #48 em: 31 de Março de 2020, 17:46 »
obrigado

pacaro

  • Reformado Júnior
  • *
  • Agradecimentos
  • -Dados: 1
  • -Recebidos: 8
  • Mensagens: 59
Re: [Livro] Pack Autores Portugueses – 77 Livros (2018)
« Responder #49 em: 20 de Abril de 2020, 19:23 »
Obrigado

queirozini

  • Reformado Juvenil
  • *
  • Agradecimentos
  • -Dados: 67
  • -Recebidos: 822
  • Mensagens: 42
  • Sexo: Masculino
Re: [Livro] Pack Autores Portugueses – 77 Livros (2018)
« Responder #50 em: 23 de Abril de 2020, 08:51 »

 ^-^
Bom dia, informo que existem várias lojas online (KOBO, WOOK, Bertrand, etc...) a oferecer ebooks (formato epub), durante a quarentena.
A titulo de exemplo temos a "A Fórmula de Deus"de José Rodrigues dos Santos e ainda vários de António Lobo Antunes.

 :love:


semadas

  • Reformado Júnior
  • *
  • Agradecimentos
  • -Dados: 1135
  • -Recebidos: 4
  • Mensagens: 59
Re: [Livro] Pack Autores Portugueses – 77 Livros (2018)
« Responder #51 em: 06 de Agosto de 2020, 08:36 »
 ;;
Pack Autores Portugueses – 77 Livros (2018)




:info:

Título: Pack Autores Portugueses
Editora: VA
Edição: VA
Ano de Lançamento: 2018
Número de Páginas: VA
Formato: PDF
Idioma:  Português
Tamanho: 77 MB

:sinopse:

São 84 ebooks, com os seguintes autores: *Alexandre Herculano
Alexandre Herculano de Carvalho e Araújo (1810—1877), conhecido apenas por Alexandre Herculano, foi um escritor, historiador, jornalista e poeta. Foi o principal introdutor do Romance Histórico em Portugal que foi um dos pontos iniciais para o desenvolvimento da prosa de ficção moderna em Portugal. Deixou, na sua carreira literárias, ensaios sobre diversas questões polémicas à época, que se somam à sua intensa actividade jornalística. Para além dos vários romances históricos, pelo qual é conhecido, deixou ainda alguma poesia, romances não históricos e peças de teatro.
*Almeida Garrett
Visconde João Baptista da Silva Leitão de Almeida Garrett (1799 — 1854) mas conhecido pelo seu apelido, Almeida Garrett, foi dos iniciadores do Romantismo e seu mais representativo autor. Foi também refundador do teatro português, criador do lirismo moderno, criador da prosa moderna, jornalista, orador, par do reino, ministro e secretário de estado honorário português. É por isso considerado por muitos como o escritor português mais completo de todo o século XIX.
*Bocage
Manuel Maria de Barbosa do Bocage (1765 – 1805), conhecido, simplesmente por Bocage, foi um poeta português e o maior representante do movimento neo-clássico, ou arcadismo, lusitano. Poeta controverso e homem dado ao escândalo social, chegando a ser preso, foi, apesar disso, não só o melhor poeta da sua geração mas também o poeta português mais completo do século XVIII. A sua obra é constituída por todos os géneros poéticos em curso no seu tempo, mas foi no soneto que deixou o melhor de si próprio; A solidão, o sofrimento, o amor-ciúme, o belo-horrível, a morte, o humor, o sexo e o deboche, são alguns dos temas que trata, de acordo com o próprio infortúnio da sua vida.
*Camilo Castelo Branco
Camilo Ferreira Botelho Castelo Branco (1825-1890), conhecido simplesmente por Camilo Castelo Branco foi um dos escritores mais prolíferos e marcantes da literatura portuguesa contemporânea tendo sido romancista, cronista, crítico, dramaturgo, historiador, poeta e tradutor. Teve uma vida atribulada, que lhe serviu muitas vezes de inspiração para as suas novelas. Foi o primeiro escritor de língua portuguesa a viver exclusivamente do que escrevia. Durante quase 40 anos, entre 1851 e 1890, escreveu mais de duzentas e sessenta obras, com a média superior a 6 por ano. Prolífico e fecundo escritor, deixou obras de referência na literatura portuguesa. Apesar de toda essa fecundidade, Camilo Ferreira Botelho Castelo Branco não permitiu que a intensa produção prejudicasse a sua beleza idiomática ou mesmo a dimensão do seu vernáculo, transformando-o numa das maiores expressões artísticas e a sua figura num mestre da língua portuguesa.
*José Joaquim Cesário Verde
José Joaquim Cesário Verde (1855 — 1886) poeta ímpar na poesia do século XX é considerado um dos precursores da poesia contemporânea com um estilo tão abrangente como rico, sendo difícil inseri-lo numa só corrente literária. É conhecido como o “poeta deambulatório” que escreve o que vê e o que lhe parece, não somente o que sente. influenciou toda uma geração de poetas que lhe sucederam, sobretudo Fernando Pessoa que chegou, inclusive a citá-lo.
*Eça de Queirós
José Maria de Eça de Queirós (1845-1900), mais conhecido pelo seu apelido, Eça de Queirós, foi o criador do romance moderno e foi membro da chama “Geração de 70” (1870) que revolucionou a literatura portuguesa com a introdução de correntes ideológicas no meio literário como o Realismo-Naturalismo. Para além de escritor foi também jornalista, trabalhando para os jornais “A Atualidade”, a “Gazeta de Notícias”, a “Revista Moderna”, o “Diário de Portugal”, e “Revista de Portugal” do qual foi fundador. Foi também cônsul em Havana (1872), Newcastle (1874), Bristol (1878) e Paris (1888). O facto de ter sido jornalista e de ter tido uma carreira diplomática influenciou fortemente o seu trabalho literário. É hoje considerado como um dos maiores romancistas da literatura portuguesa.
*Fernando Pessoa
Fernando António Nogueira Pessoa (1888 — 1935), mais conhecido como Fernando Pessoa, foi um poeta e escritor português. É considerado um dos maiores poetas da Língua Portuguesa e da literatura universal contemporânea. Foi também empresário, editor, crítico literário, jornalista, comentador político, tradutor, inventor, astrólogo e publicitário, ao mesmo tempo que produzia a sua obra literária em verso e em prosa. Como poeta, desdobrou-se em múltiplas personalidades conhecidas como heterónimos. Centro irradiador da heteronímia, auto-denominou-se um “drama em figura de gente”.
*Florbela Espanca
Florbela de Alma da Conceição Espanca (1894 — 1930), conhecida apenas por Florbela Espanca, foi uma poetisa e autora polifacetada: escreveu poesia, contos, um diário e epístolas; traduziu vários romances e colaborou ao longo da sua vida em revistas e jornais de diversa índole. É à sua poesia, quase sempre em forma de soneto, que ela deve a fama e o reconhecimento. Neles reflete-se uma vida plena, embora tumultuosa, inquieta e cheia de sofrimentos íntimos que a autora soube transformar em poesia da mais alta qualidade, carregada de erotização, feminilidade e panteísmo.
*Gil Vicente
Gil Vicente (1465 — 1536, apesar de serem datas incertas), o pai do teatro português, além de poeta de renome. Foi, o principal representante da literatura renascentista portuguesa, anterior a Camões, incorporando elementos populares na sua escrita que influenciou, por sua vez, a cultura popular portuguesa. Enquanto homem de teatro, parece ter também desempenhado as tarefas de músico, actor e encenador. A obra vicentina é tida como reflexo da mudança dos tempos e da passagem da Idade Média para o Renascimento, fazendo-se o balanço de uma época onde as hierarquias e a ordem social eram regidas por regras inflexíveis, para uma nova sociedade onde se começava a subverter a ordem instituída, ao questioná-la.
*Manuel Pinheiro Chagas
Manuel Joaquim Pinheiro Chagas (1842 — 1895), prolífico escritor, jornalista e político português. Destacou-se como romancista, historiador e dramaturgo, tendo escrito inúmeros romances históricos e diversas peças de teatro, algumas das quais se mantiveram em cena por mais de um século. Foi director de vários periódicos de Lisboa. Exerceu as funções de detrabalhadorado e par do Reino e foi Ministro da Marinha e Ultramar na fase decisiva das movimentações das potências europeias em torno da partilha de África. Foi um dos fundadores da Sociedade de Geografia de Lisboa e secretário-geral da Academia das Ciências de Lisboa.
*Maria Amália Vaz de Carvalho
Maria Amália Vaz de Carvalho (1847 — 1921) foi uma escritora polígrafa e poetisa, autora de contos e poesia, mas também de ensaios e biografias. Colaborou em diversos jornais e revistas, publicando crónicas de crítica literária e opiniões sobre ética e educação, para além de ter analisado, com notável clarividência, a condição e o papel da mulher na sociedade do seu tempo. A sua residência foi o primeiro salão literário de Lisboa, por onde passaram grandes nomes da literatura, e da cultura, portuguesa, como Eça de Queiroz, Camilo Castelo Branco, Ramalho Ortigão ou Guerra Junqueiro. Foi a primeira mulher a ingressar na Academia das Ciências de Lisboa, eleita a 13 de Junho de 1912.
*Mário de Sá-Carneiro
Mário de Sá-Carneiro (1890 — 1916) foi um poeta, contista e ficcionista português, um dos grandes expoentes do modernismo em Portugal e um dos mais retrabalhadorados membros da Geração d’Orpheu. Verdadeiro insatisfeito e inconformista mas também incompreendido pelos seus contemporâneos, profetizou que no futuro se faria jus à sua obra, no que não falhou. Com efeito, hoje é atualmente considerado um dos maiores expoentes da literatura moderna em língua portuguesa.
*Raul Brandão
Raul Germano Brandão (1867 — 1930) jornalista, prosador, ficcionista, dramaturgo, pintor e militar, famoso pelo realismo das suas descrições e pelo liricismo da linguagem. Publicou contos, livros de viagens, peças de teatro, memórias e estudos históricos. A sua prosa tem um visível idealismo no lírico anarquismo niilista, uma influência que adveem do grupo de escritores portuenses, boémios e entusiastas do simbolismo decadente. Como era neto de um pescador, os seus textos resumem simpatia e angústia para com os mais pobres ao evocarem as desgraças dos humilhados e ofendidos.
*Teófilo Braga
Joaquim Teófilo Fernandes Braga (1843 — 1924) político, escritor e ensaísta português. Foi o 2º Presidente da República Portuguesa, cargo que exerceu durante apenas dois meses e poucos dias. Da sua carreira literária contam-se obras de história literária, etnografia (com especial destaque para as suas recolhas de contos e canções tradicionais), poesia, ficção e filosofia, tendo sido ele o introdutor do Positivismo em Portugal.

:trailer:

! No longer available


:download:

:multihost:
 

:multihost:
 

Baixar uma a uma
Clicar aqui para ver conteúdo escondido (Passar cursor para mostrar conteúdo)

:lr:

:lu:


:password:

Clicar aqui para ver conteúdo escondido (Passar cursor para mostrar conteúdo)

AJFERNANDES1966

  • Reformado Júnior
  • *
  • Agradecimentos
  • -Dados: 388
  • -Recebidos: 7
  • Mensagens: 227
  • País: pt
  • Sexo: Masculino
Re: [Livro] Pack Autores Portugueses – 77 Livros (2018)
« Responder #52 em: 06 de Agosto de 2020, 09:36 »
 :o